quinta-feira, 18 de julho de 2013

O Homem que Sobreviveu a um Feixe de Prótons que Atravessou seu Cérebro.



Em 13 de julho de 1978, o cientista russo Anatoli Petrovich Bugorski tornou-se a única pessoa a enfiar a cabeça em um acelerador de partículas em funcionamento e ter sobrevivido para relatar a experiência. 
Anatoli, um pesquisador do Instituto de Física em Protvino, estava verificando um mau funcionamento do equipamento do acelerador de partículas soviético, Synchrotron U-70, quando acidentalmente colocou a cabeça diretamente no caminho do feixe de prótons da máquina. Ele relatou ter visto um flash que era "mais brilhante do que mil sóis", mas que não sentiu nenhuma dor quando isso aconteceu. 
  


O raio entrou na parte de trás da cabeça de Bugorski e saiu pelo seu nariz. Logo após este acontecimento, a metade esquerda do rosto de Bugorski inchou. Ele foi levado para o hospital e acompanhada de perto. Os médicos e outros cientistas esperavam que ele morresse dentro de poucos dias.

Mas isso não aconteceu. Embora o feixe tivesse atravessado queimando através de seu crânio e do tecido cerebral, Bugorski sobreviveu e preservou surpreendentemente bem sua capacidade intelectual. Os poucos inconvenientes negativos para a saúde vindos dessa experiência não eram uma ameaça à sua vida: Ele perdeu a audição do ouvido esquerdo, experimentando um ruído desagradável constante nesse ouvido a partir de então. A metade esquerda de seu rosto ficou paralisada durante dois anos. Ele também passou a ficar muito mais cansado com o trabalho mental, embora tenha obtido seu doutorado após este incidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário